Investindo nas peças certas

By Mayra Soares segunda-feira, agosto 31, 2015 Nenhum comentário , , , Permalink 0

A gente já falou de algumas táticas para não levar pro guarda-roupas aquilo que a gente não usa, ou pouco usa.

Mas voltando nesse assunto (porque adoro mesmo ele), vamos pensar numa forma certeira de calcular quanto vale aquilo que se usa.

To falando isso, porque adoro passar em frente as lojas e ler em letras garrafais a palavra: LIQUIDAÇÃO. Quem sempre?

Gente, com essa história de liquidar a gente compra até o que não precisa, mas ok.

Vamos ao que interessa…

Pensando nas Liqui’s da vida, lembrei de quantas vezes comprei coisas que nunca usei, que dei depois com etiqueta e tudo.

Coisas de May? Não, coisas de quem sai comprando tudo só porque está mais barato. :(

Ok, e como consertamos isso?

A gente vai dividir a vida em partes:

Se a gente trabalha 5 dias da semana, malha, pelo menos, 4 (só que nunca), sai de baladinha 2 dias da semana, tem um almocinho, cineminha e afins pelo menos uma vez por final de semana e tem uma formatura/casamento/festão 1 vez por ano (ou no século, no meu caso) a vida fica dividida assim:

vestido-branco-rendadoAgora sim, fica mais fácil comprar as coisas certas não fica?

Posso investir em roupas para trabalhar porque uso muito mesmo, posso investir em roupas de ginástica, porque 4 vezes na semana estou na academia (só que jamais). hahahahahhaha

E assim a gente vai aprendendo a fazer a relação custo x benefício de uma peça, porque a roupa vale o quanto a gente usa. Não é não?

E investir não significa comprar muitas, significa comprar coisas de qualidade que, consequentemente, são mais caras.

Dá pra aplicar na vida?

Vamos tentar?

Bitocas!

 

No Comments Yet.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *