Crise de identidade fashion, quem nunca?

By Mayra Soares terça-feira, agosto 4, 2015 Nenhum comentário , Permalink 1

Coisa mais normal da vida é a gente mudar de gosto, opinião, corpo, cidade, estilo de vida.

A roupa da moda tem que ser aquela que combina com a nossa vida, senão, não faz sentido.

Se a gente vai trabalhar a pé, o salto não é um bom companheiro. Se a gente tem filhos, saias muito curtas podem ser desconfortáveis. E assim sucessivamente.

E aí se algumas mudanças ocorrem na sua vida, o guarda-roupas também precisa ser mudado e, muitas vezes, a gente se sente até perdida no nosso próprio closet.

A gente não muda a essência, mas engorda, emagrece, muda para uma cidade mais fria, muda para uma cidade mais quente, muda de emprego, engravida e muda até de gosto (AINDA BEM). É ou não é?

Olha aí o shorts justo e a barriguinha de fora! tsc, tsc, tsc!

Olha aí o shorts justo e a barriguinha de fora! tsc, tsc, tsc!

E quando alguma dessas coisas mudam, ou tudo isso muda, a gente tem uma crise de identidade fashion. Quem nunca teve, gente?

Eu tive uma há uns dois anos e, confesso, que ainda estou definindo meu estilo pessoal, mas muita coisa já mudou.

Hoje, com 27, para mim,  barriguinha de fora só na praia ou na academia.

Se o shorts é muito justo, a parte de cima é mais larguinha.

Já que o quadril é maior do que os ombros, prefiro shorts mais soltinhos e blusas mais justinhas, ou saias mais compridinhas, ou, quando uso calças e saias mais justas, um blazer, cardigan, jaqueta ou colete mais comprido.

may-2014

Deu uma melhorada…

Essas coisas que fui descobrindo com o tempo. E que queria mudar, mas quando olhava o meu guarda-roupas dava vontade de doar tudo e comprar tudo novo.

Quem nunca? (de novo) hahahahha

Mas não, o que eu fiz foi tirar tudo de lá de dentro, olhar peça por peça, experimentar uma por uma.

A partir dali o que não servia mais, ou eu não queria mais, eu doava.

O que eu achava que voltaria a servir um dia (porque ganhei uns quilinhos)  guardei em uma gaveta separada.

Ai a partir do que sobrou eu pude ver o que dava pra montar looks  que combinavam com meu novo jeito de vestir, com a nova May que surgiu aos 25, e o que precisava comprar.

Fica mais fácil.

Quanto mais coisa no armário, mais difícil montar looks.

Comprei algumas coisinhas que faltavam e ainda estou comprando, porque a May dos 27, blogueira e que não tem rotina de trabalho, adora shorts, saia, calça cintura alta, barriga de fora com cropped tops, t-shirt, estampa, moletom, acessórios de cabelo, sapatos, bolsas e óculos de sol.

may-2015

Até as fotos melhoraram! Viva, 2015!

Ainda falta muito pra completar.

Bitocas!

 

Ps: Desculpem pelas fotos, a maioria foi feita pelo celular.

 

 

No Comments Yet.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *