Por que você compra em loja de grife?

By Mayra Soares segunda-feira, junho 22, 2015 Nenhum comentário , , , , Permalink 0

Quantas vezes já aconteceu com você? Desfilando no shopping, você se apaixona, brilho nos olhos e coraçõezinhos em torno da cabeça, sem perceber você já está dentro da loja perguntando o preço e, talvez, saia de lá com sacolas. Ou, quem sabe, você diga “OK, obrigada” ao ouvir o preço e saia de dentro da loja pensando: R$800,00? Nesse pedacinho de pano? Ta louca!

Sim, designer, corte, caimento, textura, cor, acabamento, tudo isso tem preço. E não é barato, principalmente no Brasil.

O que tenho percebido é que, cada vez mais, grifes aterrissam no Brasil, enchendo os shoppings de opções. Valentino, Chanel, Gucci, Coach, Louis Vuitton, Dior, Tiffany e tantas outras fazem nossos olhos brilharem na vitrine.

Dior

Aí vem aquela pergunta: Mas para ter qualidade precisa ser caro?

Sim e não.

Sim, porque como eu já disse, qualidade tem preço e bem salgadinho, mas nem tudo que é barato deixa de ter qualidade, deu para entender?

O que quero dizer é que, não necessariamente, algo barato será de qualidade ruim, mas tem muita coisa que merece um investimento maior.

Como eu calculo isso?

Muitas vezes eu prefiro R$600,00 bem gastos do que R$100,00 em uma peça que não caiu bem no corpo ou que vai desbotar, encher de bolinhas etc.

Calculo o que vale a pena pagar um pouco mais caro, pensando em quantas vezes vou usar aquela roupa.

Penso sempre se ela combina com peças que tenho no armário etc. Já contei isso em um vídeo aqui.

Mas o que quero dizer é: O que mudou? Sua forma de consumir? Você tem optado por qualidade ou tem comprado grifes por serem grifes?

Não julgo ninguém por isso, claro que é muito prazeroso usar aquilo que ninguém (ou poucas pessoas) têm, mas nessa de querer alimentar o nosso ego, manter o status, tem muita gente perdendo o que tem de mais valioso: a identidade.

Em contrapartida, tenho percebido o quanto as fast fashion cresceram, muita gente opta por moda rápida e barata.

Forever-21

O que acho mais inteligente é a gente usar tudo a nosso favor.

Para as peças mais clássicas, que nunca caem de moda e que nos dão várias opções de look do dia, escolhemos as de maior qualidade que, provavelmente, serão mais caras e carregarão nomes de grandes grifes.

Para as peças que nos ajudarão a compor os looks, escolhemos as de fast fashion.

E uma liquidação (com moderação) é sempre bem vinda.

Digo, com moderação, porque já caí muito na armadilha da promo.

Você compra tanta coisa por causa de uma que acaba pagando o preço que pagaria na peça fora da liquidação.

Mas é sempre bom lembrar que se as peças estão em promoção, com certeza, quem vende está tendo lucro com ela. Um lucro menor, mas ainda assim, tem lucro. Ninguém faz nada para perder, seria bom que essas lojas/grifes fizessem sempre o preço de liquidação, já que mesmo na liquidação tem lucro embutido no valor que sai do nosso bolso, mas como isso não acontece, é muito mais inteligente da nossa parte comprar quando troca a coleção e, consequentemente, os preços caem. Vocês não acham?

Agora, voltando para aquele assunto de status, a gente sabe que muita gente usa os nomes das grifes estampados em suas roupas/bolsas/sapatos em letras garrafais. Isso é, inclusive, tendência agora, but acho que esses são looks que nos farão sentir vergonha no futuro, tipo: Não acredito que usei isso.

logo-grande-1

Alguns, até gosto e usaria, outros me parecem mais ostentação mesmo.

É como nas bolsas,  acho muitas lindas, é um acessório maravilhoso para o closet feminino que ajuda MUITO na montagem do look, mas, não acho que seja necessário, pagar R$17.000,00 em uma bolsa, a quem ache que sim. E eu respeito.

Muita gente compra pela qualidade da bolsa, (por esse motivo não compraria, tem bolsa de qualidade por R$600,00) outras por ter aquele caso de amor que a gente citou lá em cima (por esse, talvez) e outras porque, para elas, vale a pena pagar R$17.000, 00 para desfilar o nome da Chanel, Prada ou qualquer outro nome forte como esses.

bolsas-de-grife

Gostos. Prioridades. Ou simplesmente, condições, porque o que é caro para mim, pode não ser para você que me lê agora.

A reflexão que eu gostaria de propor é se, ao comprar, a sua prioridade é você ou quem vai ver você, entende?

Você compra de uma grife porque se apaixonou pela peça, ela passou no teste do provador, tem uma ótima qualidade e você já se imaginou em diversas ocasiões com ela? Ou compra porque é um lançamento importante da grife e seria legal aparecer naquela festa com aquele vestido que saiu direto da passarela?

 

Bitocas!

 

 

 

 

No Comments Yet.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *